Jornal Taperá

Geral

Hospital deixou de fazer 80 cirurgias durante a crise dos caminhoneiros


Da Redação

Pacientes estão reagendando procedimentos suspensos

A Sociedade Beneficente São Camilo, responsável pela gestão do AME e do Hospital de Salto, segundo sua assessoria de imprensa, deixou de realizar 80 cirurgias eletivas (não urgentes) e outros 40 exames, como de endoscopia e colonoscopia durante a crise do abastecimento, causada pela greve dos caminhoneiros, no mês passado. Todos os exames e procedimentos foram remarcados.

Publicado em: 11 jun 2018 || Por: Jornal Taperá

Veja outras notícias

<= Voltar à página anterior!

© 2014 - Editora Taperá

Todos os Direitos Reservados